rebecca brown & danielyoder - tribunal de guerra

Download Rebecca Brown & DanielYoder - Tribunal de Guerra

Post on 23-Jul-2015

1.349 views

Category:

Documents

93 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

TRIBUNAL

DE

GUERRA

Rebecca Brown & DanielYoderSUMRIO

Tribunal de Guerra...................................1

OS OBSERVADORES.............................3

A PRIMEIRA LEI NA GUERRA ESPIRITUAL.....................................21

A PURIFICAO DA NOIVA..................58

O VEREDITO......................................92

LIDANDO COM O PECADO.............139

CAPTULO 1

OS OBSERVADORES

Inquieto e sem conseguir dormir, Daniel por fim se levantou, esticou-se e decidiu sair para caminhar, apesar do frio do inverno. Ao vestir

seu casaco, ele deu uma olhada no relgio e viu que era quase trs da manh. Tentando no fazer barulho, a fim de no acordar Rebecca, ele saiu em direo noite do campo. Tudo no vale estava quieto, uma vez que o frio interrompia todos os barulhos noturnos causados pelos pssaros e insetos. O silncio foi levemente quebrado por duas vacas que saram para o pasto, e logo tudo voltou a ficar quieto.

A luz da lua e das estrelas dava a Daniel luz o suficiente para ver seu caminho, conforme se afastava da casa. Ele atravessou o pequeno vale no qual vivia para subir uma das trilhas, na encosta de um dos montes em seu terreno, que dava acesso ao escritrio construdo a meio caminho do lado oposto da encosta. Ao olhar para a entrada da pequena cabana, de repente, ele se deu conta de que no estava sozinho. Sobre uma enorme rocha perto da entrada do escritrio estava sentado um homem bem vestido, aparentemente indiferente ao frio, escrevendo rapidamente em um caderno em

suas mos. Daniel se assustou ao ver aquele homem ali em sua propriedade, que era to isolada que ficava a quase um lkm da estrada mais prxima. Ainda assim, as porteiras permaneciam totalmente trancadas durante a noite. Daniel no havia visto, nem ao menos ouvido, nenhum veculo se deslocando pelo interior do rancho e sabia que o porto de entrada estava trancado. No mesmo instante, Daniel partiu em direo ao intruso com o propsito de expulslo do rancho. O homem no esboou qualquer

reao enquanto Daniel se dirigia ao lugar onde estava sentado. O que voc est fazendo em minha propriedade? Daniel perguntou com o tom de voz bastante srio. Estou escrevendo meu livro disse o homem sem ao menos se dar ao trabalho de levantar os olhos para v-lo. Nesse ponto, com a curiosidade se instalando sobre si, Daniel respondeu: Isso estou vendo! Mas o que voc est escrevendo?

Estou anotando tudo o que voc faz, tudo o que diz e tudo o que pensa disse o homem em tom sereno. Chocado com a resposta, Daniel ficou parado alguns instantes, pensando em tudo o que acabara de ouvir. Em outras circunstncias, ele teria escorraado aquele homem desconhecido da propriedade imediatamente, ou chamado a polcia, caso a coisa se tornasse mais difcil. Mas ele sentia uma estranha relutncia em fazer isso. De repente, ele compreendeu o porqu.

Bem, isso quer dizer que voc um anjo? Daniel perguntou desconfiado. Por fim, o homem interrompeu sua escrita e fitou Daniel nos olhos. Sim, sou um anjo. Anoto tudo a respeito de sua vida nos registros de Deus, e procuro detectar alguns problemas que devem ser levados de imediato a Jesus. Ento peo a Ele que interceda por voc diante do Pai, para que voc seja ajudado.

Ainda em tom sereno, o anjo prosseguiu: Deus deu a Davi as palavras exatas para escrever o Salmo 39 porque Davi tambm tinha problema com a lngua. Ele era bastante esquentado, assim como voc, Daniel. Caso no se recorde, nesse Salmo, Davi disse:"Eu disse: Vigiarei a minha conduta e no pecarei em palavras; porei mordaa em minha boca enquanto os mpios estiverem na minha presena. Enquanto me calei resignado, e me contive inutilmente, minha angstia aumentou. Meu corao

ardia-me no peito e, enquanto eu meditava, o fogo aumentava.n Salmo 39:1-3

Daniel continuava imvel, mudo diante da informao que acabara de receber. Depois de alguns instantes, o anjo apontou para uma estrada atrs de Daniel e disse: Est vendo aqueles dois ali? Daniel se virou para olhar.

Para sua surpresa, ele agora via dois homens vestidos de preto em p, na encosta do monte, do outro lado da trilha. Cada um deles tambm tinha um caderno em uma das mos e escreviam neles freneticamente. Certamente Daniel no vira aqueles dois homens quando passou por perto do local onde estavam e ficou mesmo bastante surpreso aos v-los ali. No - ele disse devagar. Nunca os vi antes. Tambm no gosto da aparncia deles. Pode me dizer quem so aqueles dois e o que esto escrevendo?

Sim, claro. Aqueles so servos de Satans. Eles so o que vocs chamam de "auxiliares da promotoria". Eles fazem toda a pesquisa para Satans. Tambm esto escrevendo tudo o que voc faz e diz. Procuram algo que possam utilizar como base legal para que Satans possa fazer a Deus uma petio para poder atac-lo e trazer destruio sua vida. Daniel digeriu tudo aquilo por alguns minutos, observando aqueles dois homens sinistros.

Entendo ele disse. Ento sempre que eu peco ou fao algo errado, isso estabelece um terreno legal que Satans pode utilizar para pedir a Deus para me atacar. Correto foi a resposta curta do anjo. Daniel voltou a se virar para ao anjo, mas dessa vez no havia ningum sobre a pedra. Imediatamente ele se virou para ver se os homens de preto ainda estavam l em p. Tambm haviam desaparecido. Daniel outra vez se viu sozinho na escurido da noite, mas

espantado por saber que, na verdade, ele no estava s. Daniel ficou mesmo em choque ao tomar cincia da realidade do mundo espiritual invisvel e de sua interao com sua vida. Era bastante desconfortvel a sensao de que todo ato que fazia, alm de cada palavra e pensamento, estar sendo observado e registrado. Pelo menos havia algum conforto em saber que os demnios no podiam ler sua mente e, assim, no eram capazes de registrar seus pensamentos, mas ele percebeu que o que saa de sua boca era suficiente para lhe colocar em grandes problemas.

Ao subir devagar a trilha em direo ao escritrio, as seguintes passagens bblicas percorreram sua mente:"Depois vi um grande trono branco e aquele que nele estava assentado. A terra e o cu fugiram da sua presena, e no se encontrou lugar para eles. Vi tambm os mortos, grandes epequenos, em p diante do trono, e livros foram abertos. Outro livro foi aberto, o livro da vida. Os mortos foram julgados de acordo com o que tinham feito, segundo o que estava registrado nos livros Apocalipse 20:11-12

"O grande drago foi lanado fora. Ele a antiga serpente chamada Diabo ou Satans, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lanados terra. Ento ouvi uma forte voz dos cus que dizia: 'Agora veio a salvao, o poder e o Reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo, pois foi lanado fora o acusador dos nossos irmos, que os acusa diante do nosso Deus, dia e noite\" Apocalipse 12:9-10

Cada ser humano est sendo constantemente observado tanto por agentes do reino de Deus

quanto do reino de Satans. Cada ao, pensamento e palavra so registrados nos livros de Deus no cu, assim tambm como nos livros de Satans, no inferno. Nunca ficamos completamente sozinhos! Somos observados a cada minuto da nossa vida! Quer queira ou no, um dia, todo homem, mulher e criana estar diante da presena de Deus e os livros sero abertos para revelar cada pensamento, palavra e ao que cometeu na vida. Neste exato momento, os servos de Satans esto levando cada palavra e ao anotados contra uma determinada pessoa at o mestre

deles, para que o diabo possa usar como acusao contra ela diante de Deus e pedir a Ele permisso para atacar e levar destruio sua vida aqui na terra, segundo os delitos cometidos. Satans est constantemente diante de Deus levando acusaes contra cada pessoa na terra, principalmente contra aqueles que se denominam cristos. Trata-se de um fato bastante srio!14 Tribunal de Guerra

Entretanto, Deus no nos deixa merc diante de tais ataques. O propsito deste livro fornecer a voc toda informao necessria para que possa se manter firme e vitorioso diante dos ataques de Satans e seu reino.CAPTULO 2

A PRIMEIRA LEI NA GUERRA ESPIRITUAL

H um princpio muito importante na guerra espiritual do qual Satans est sempre fazendo uso. O diabo conhece a Bblia do comeo ao fim e, na verdade, tem cada versculo gravado de cor. Ele sabe que a Palavra de Deus absoluta e que ele

opera dentro dos princpios Palavra, assim como ns.

estabelecidos

na

Dessa forma, como qualquer bom advogado, ele um excelente conhecedor das leis e princpios existentes na Palavra de Deus. Ns, cristos, tambm no temos justificativa para no conhecer essas leis porque temos a Palavra de Deus, a Bblia, disponvel a todos ns. Como estamos, neste momento, vivendo os ltimos dias antes do retorno do nosso Senhor terra, no podemos mais nos dar o luxo de permanecermos ignorantes em relao aos princpios e leis contidos na Palavra do Senhor.

"Voltado para o teu santo templo eu me prostrarei e renderei graas ao teu nome, por causa do teu amor e da tua fidelidade; pois exaltaste acima de todas as coisas o teu nome e a tua palavra." Salmo 138:2

A Palavra de Deus to valiosa e importante que Ele a exaltou at mesmo acima do Seu prprio nome! Se a Bblia possui tamanha importncia para Deus, ela no deveria ser considerada da mesma forma por ns? Cada aspecto da nossa sobrevivncia depende do nosso conhecimento da Palavra de Deus.

Observemos ento um dos princpios bsicos no qual Satans opera para estabelecer acusao contra ns e obter permisso para levar destruio nossa vida, quando se apresenta diante de Deus."Depois da morte de Moiss, servo do SENHOR,. disse o SENHOR a Josu, filho de Num, auxiliar de Moiss. Ningum conseguir resistir a voc todos os dias da sua vida. Assim como estive com Moiss, estarei com voc; nunca o deixarei, nunca o abandonarei. Seja forte e corajoso, porque voc cond